Você está aqui: Home > Alimentação > Como escolher os alimentos – Passo 6

Como escolher os alimentos – Passo 6

É um passo muito importante para quem quer e decide mudar seus hábitos alimentares por qualquer razão que seja.

A feira ou mercado municipal é melhor que o supermercado para comprar alimentos, como frutas e verduras, porque são mais frescos (sei também que são mais caros, mas o importante é você escolher bem, independente da onde for). Algumas pessoas vão à feira e não sabem como escolher corretamente os alimentos, e acabam por apertar demais ou retirar partes e acabar estragando.

Para ter verduras e frutas frescas, o ideal seria fazer feira toda semana (disse “ideal”) e quando possível optar por alimentos da época, porque são mais baratos e a concentração de vitaminas e minerais é maior.

Qual fruta ou verdura levar? Pense…seriam todas, né? Mas sei que sua sacola é pequena(hehe), e você não conseguiria levá-las. Então, começamos com algumas. Opte por algumas que você já conhece (banana, maçã, alface, brócolis) mas escolha uma ou outra que você nunca provou (carambola, fruta do conde, radiche, broto de alfafa etc.). E busque saber como prepará-las. Lembre-se que todas as verduras e frutas são importantes e auxiliam no funcionamento adequado do organismo. Assim como outros alimentos como grãos integrais, farinhas integrais, outros tipos de feijão  e de arroz, granolas, cereais matinais, frutas secas, castanhas, amêndoas etc.

Não aperte as frutas, apalpe levemente e analise visualmente se há algum podridrão, rachadura ou alteração de cor. Quanto às verduras, as folhas devem estar verdes escuras, crocantes e frescas (não podem estar murchas, molengas). E não é porque são frescos que estão limpos, eles estão em maior risco de contaminação porque ficam expostos ao ar livre. Por isso é preciso fazer a higienização antes de consumir.

Quanto ir ao mercado, deve-se observar alguns itens para evitar qualquer problema e garantir uma boa compra. Por exemplo:

-Verificar o prazo de validade e modo de conservação (para que você possa guardar adequadamente o produto);

– A embalagem precisa estar perfeita, não pode estar estufada, enferrujada, amassada ou rasgada (sinal de que algo errado, fungos ou bactérias);

– O produto não deve estar com a cor, cheiro ou consistência alteradas (não leve as carnes na cor marrom nas prateleiras, avise um atendente do mercado);

– Observe se o local de armazenamento está em boas condições, se as prateleiras estão limpas, os refrigeradores e freezeres ligados e em temperatura adequada (de acordo com a indicada na embalagem do produto);

– Só compre produtos de origem animal com o selo de garantia do Serviço de Inspeção Federal (SIF), do Ministério da Agricultura;

– Se houver qualquer dúvida sobre o uso e conservação do produto, consulte o serviço de orientação ao cliente do local de venda e da indústria;

Não é suficiente conhecer os nutrientes e o valor nutritivo dos alimentos. É importante saber a melhor maneira de escolher, preparar e conservar os alimentos que vão ser consumidos. Os cuidados com a higiene pessoal, do ambiente e dos próprios alimentos também não podem ser esquecidos. Todas essas informações são muito importantes para a nossa saúde e precisam ser usadas no nosso dia-a-dia.

Veja O que comer antes e depois do exercício físico – Passo 7

Responda

Seu email não será publicado

*