Dicas Gerais de Alimentação na Gestação

Alimentação da GestanteMomento super importante para as Futuras Mamães! As necessidades nutricionais estão aumentadas a fim de se garantir a saúde da mãe e do bebê. Uma alimentação saudável faz bem para o bebê, e evitará que a mulher engorde muito e sofra com as consequências do aumento de peso como pressão alta.

Vamos saber o que deve ou não ser consumido por vocês?

O que deve ser EVITADO na alimentação:

  • Bebidas alcoólicas;
  • Refrigerantes de cola, chá (preto, verde e branco), café, bebidas energéticas e chocolate em EXCESSO. Pois neles, são encontrados a cafeína, que em altas doses durante a gravidez pode levar a aborto espontâneo e baixo peso no feto, além de irritabilidade, insônia e dores de cabeça da mãe. Consumo ideal é no máximo 300mg/dia;
  • Líquidos durante e logo após as refeições;
  • Excessos de gorduras (carnes gordurosas, frituras, sorvetes, etc), açúcar (doces fora de hora, chocolates a noite) e sal (evitar adição de sal em preparações já salgadas, jogue fora o saleiro de mesa);
  • Embutidos (salames, lingüiça, presunto, mortadela), queijos salgados, salgadinhos de pacote, temperos prontos (caldos concentrados de carne ou legumes), molhos prontos e preparações desidratadas e industrializadas, possuem muito sódio;
  • Ovos crus ou preparações que contenham ovos crus ou parcialmente cozidos (maionese caseira, mousse, fios de ovos, carne de ave malpassada), podem conter salmonela;
  • Alimentos ou preparações gordurosas, como: requeijão, nata, maionese, banha, bacon, creme de leite, gordura vegetal, etc.;

O que consumir MAIS na alimentação:

  • Carne vermelha, feijão, espinafre, beterraba, soja, aveia – alimentos ricos em ferro, ajuda na prevenção da anemia, evitando o cansaço durante a gravidez;
  • Verduras com cor verde escura – alimentos ricos em ácido fólico, previne más formações no tubo neural do feto (má formação do cérebro e medula espinhal);
  • Cereais INTEGRAIS e fibras – sem exageros, para não sofrer com gases;
  • Consumo de vegetais e frutas, variando tipos, cores e texturas (contribuem com diversas vitaminas e minerais);
  • Ingestão de água, principalmente nos intervalos das principais refeições;
  • Grãos: soja, feijão, grão de bico, lentilha;
  • Nozes e castanhas: contém ômega-6 que ajuda na formação do cérebro do bebê e na prevenção da pressão alta;
  • Cardápio mais variado, assim aumentam as chances de ingerir todos os tipos de nutrientes.

Ganho de Peso Semanal Recomendado:

Mulheres que iniciam a gestação com baixo peso devem ter um ganho total de 12,5kg a 18,0kg.

Gestantes com estado nutricional pré-gestacional normal devem ter um ganho ponderal entre 11,5kg e 16,0kg. Mulheres com sobrepeso pré-gestacional deverão ganhar de 7,0 a 11,5kg e gestantes com obesidade pré-gravídica não deverão ganhar mais que 7,0kg.

O ganho de peso baseado no estado nutricional antes da gravidez proporciona informações em relação às reservas energéticas da gestante.

Prato SaudávelGrupo de Alimentos e Quantidades a ser Consumida:

Leite e derivados – 3 a 4 porções diárias – Exemplo de porção: 200ml de leite ou 2 fatias de queijo branco ou 150g de iogurte;

Carnes – 2 porções diárias – Exemplo de porção: 1 bife de carne bovina ou frango ou peixe;

Frutas – 3 a 5 porções diárias – Exemplo de porção: 1 copo de suco natural ou 1 unidade média de fruta, incluindo pelo menos uma fonte de vitamina C : laranja, acerola, mamão, manga ou kiwi;

Vegetais – 4 a 5 porções diárias – Exemplo de porção: verduras e legumes cozidos, refogados ou crús;

Pães e Cereais – 5 a 9 porções diárias – Exemplo de porção: 2 fatias de pão de fôrma ou 1 unidade de pão francês ou 2 colheres de arroz ou macarrrão.

Além desses alimentos importantíssimos, o consumo de líquidos também é imprenscindível na gestação. A mãe deve consumir por volta de 1,5 a 2 litros por dia. Através da ingestão de água, sucos, caldos, sopas e outros líquidos, sempre entre as principais refeições do dia!

Boa gestação! =D

 

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado.