Você está aqui: Home > Alimentação > Agrotóxicos em Alimentos

Agrotóxicos em Alimentos

Atenção ao escolher os alimentos que farão parte de sua salada, sopa, refogado…

No dia 23 de junho, a Agência Nacional de Vigilância Sanitária-ANVISA divulgou um relatório do Programa de Análise de Resíduos de Agrotóxicos em Alimentos PARA, o qual indicou uma presença elevada de agrotóxicos em frutas, verduras, legumes e grãos. De 3.130 amostras analisadas em 2009, 29% foram consideradas insatisfatórias, contendo irregularidades como presença acima do limite permitido, utilização de substâncias não permitidas ou as duas formas em um mesmo alimento.

O programa PARA monitorou 20 culturas em 26 estados do Brasil. Das amostras coletadas, 26,9% foram rastreadas até o produtor ou associação de produtores, 5,2% até o embalador e 64,9% até o distribuidor. Somente 3% das amostras não tiveram nenhuma rastreabilidade.

O alimento com mais amostras insatisfatórias, foi o pimentão (80%), seguida da uva (56,4%), pepino (54,8%) e o morango com (50,8%). A batata, alimento mais temido pelos consumidores em relação aos agrotóxicos, apresentou irregularidades em apenas 1,2% das amostras.

De acordo com a Anvisa, agrotóxicos que apresentam alto risco para a saúde da população são utilizados no Brasil sem levar em consideração a existência ou não de autorização do governo para o uso em determinado alimento.

O mais preocupante foi o que o diretor da Anvisa, Dirceu Barbano, afirmou no site da Agência sobre o relatório:

“Encontramos agrotóxicos, que estamos reavaliando, em culturas para os quais não estão autorizados, o que aumenta o risco tanto para a saúde dos trabalhadores rurais como dos consumidores”.

Segundo a Agência, substâncias como endossulfan, acefato e metamidofós foram encontradas em grande quantidade em amostras de pepino e pimentão, cebola e cenoura, pimentão, tomate, alface e cebola, respectivamente. Essas substâncias são proibidas em vários países do mundo, e já começaram a ser reavaliadas pela Anvisa, as quais tiveram indicação de banimento do Brasil, pois o uso dessas, gera toxicidade aguda comprovada, gerando problemas neurológicos, reprodutivos e até câncer.

Assustador, não? Não….o que assusta é que o setor agrícola quer manter o uso desses produtos no Brasil!

A Anvisa recomenda aos consumidores a compra de alimentos que tenham identificação de origem (o que compromete o produtor a ter boas práticas agrícolas), a escolher os alimentos que são da época (utilizam menos agrotóxicos para creser) ou aqueles que são orgânicos.

O quadro abaixo foi extraído do Relatório publicado pela Anvisa, mostra o total de amostras insatisfatórias de cada alimento pesquisado.

Produto Total de amostras insatisfatórias
Pimentão 80%
Uva 56,4%
Pepino 54,8%
Morango 50,8%
Couve 44,2%
Abacaxi 44,1%
Mamão 38,8%
Tomate 32,6%
Beterraba 32%
Arroz 27,2%
Cenoura 24,8%
Repolho 20,5%
Cebola 16,3%
Laranja 10,3%
Manga 8,1%
Maçã 5,3%
Banana 3,5%
Feijão 3%
Batata 1,2%

Para maoires informações sobre o Programa de Análise de Resíduos de Agrotóxicos em Alimentos – PARA e o Relatório, acesse: http://portal.anvisa.gov.br .

Até…

Responda

Seu email não será publicado

*